Candidíase

O QUE É CANDIDÍASE?

cadidiase-blog.jpg Existem muitos fungos que habitam o corpo humano, dentre eles o mais comum é a cândida. Este fungo vive principalmente na boca, pele e trato digestivo, sem nos causar qualquer problema. Porém, às vezes, há um desequilíbrio da flora, e as condições passam a ser favoráveis para o crescimento descontrolado da cândida, nos causando a candidíase. Candidaalbicans é o tipo mais comum, mas existem pelo menos 20 espécies de cândida que podem causar infecções nas pessoas.

A candidíase é mais frequente nos países de clima quente e úmido, e seu ápice se dá nos meses de verão. 

A mulher é a maior vítima deste fungo. Estima-se que mais da metade da população feminina tenha 2 ou mais episódios por ano.

QUAIS TIPOS DE CANDIDÍASE EXISTEM? 

  • Candidíase de orofaringe: ocorre quando a cândida infecta a boca e a garganta. É mais comum em recém-nascidos, idosos e pessoas com a imunidade comprometida. Também tem maior incidência em adultos fazendo quimioterapia, antibióticos, uso prolongado de corticoesteróides, diabéticos e aquelas pessoas que utilizam próteses dentárias. Os sintomas podem incluir:


- Placas esbranquiçadas na boca, lábios, gengivas, língua
- Vermelhidão e sensibilidade na cavidade oral e garganta
- Rachaduras nos cantos da boca
- Dor ao engolir

  • Candidíase genital: tipicamente acontece quando há algum desequilíbrio na flora genital, o que pode ocorrer durante a gravidez, com o uso de alguns medicamentos, uso de lubrificante ou espermicidas, nos indivíduos diabéticos ou aqueles com o sistema imunológico enfraquecido. A permanência de longos períodos com trajes de banho úmidos também favorece a infecção. Os sintomas incluem:

- Coceira intensa na região genital
- Vermelhidão e inchaço
- Dor e queimação ao urinar
- Desconforto durante o ato sexual
- Corrimento vaginal branco e grumoso, normalmente sem cheiro

DIAGNÓSTICO DA CANDIDÍASE

O diagnóstico normalmente é clínico, sendo ainda necessários exames complementares para identificação da espécie em questão e para avaliação da imunidade do paciente.

TRATAMENTO PARA CANDIDÍASE

O tratamento habitual da candidíase é feito por meio de medicações antifúngicas orais ou tópicas, prescritas pelo Ginecologista ou Urologista.​

Porém, nos casos em que a infecção se torna crônica, é necessária a avaliação da paciente pelo Imunologista, que irá fazer uma avaliação imunológica, visando a prescrição das vacinas imunoestimulantes.​

Vacinas para a candidíase crônica: as vacinas em questão são vacinas imunoestimulantes, ou seja, elas irão modular o sistema imunológico da paciente, fazendo com que este se torne mais vigilante para o fungo, evitando assim a proliferação e a infecção por ele, diminuindo e, em muitos casos, eliminando totalmente as crises de candidíase.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Saiba mais sobre o tratamento

EQUIPE ALERGOLIFE

Conheça nossos alergistas e imunologistas