Alergia Alimentar

Alergia Alimentar - Alergolife Barra da Tijuca

O QUE É

A alergia alimentar é uma reação do sistema imunológico que ocorre logo depois de comer um determinado alimento. Mesmo uma pequena quantidade o alimento que causa alergia pode provocar sinais e sintomas. Em algumas pessoas, a alergia alimentar pode causar sintomas graves ou até mesmo uma reação com risco de vida, conhecida como anafilaxia.

A alergia alimentar afeta cerca de 6 a 8% das crianças com menos de 3 anos de idade e até 3% dos adultos. Algumas crianças superam sua alergia alimentar à medida que envelhecem. Na população infantil os alimentos mais incriminados são leite de vaca, ovo, amendoim, dentre outros. Já na fase adulta, destaca-se a ocorrência de alergia a camarão e outros crustáceos.

É fácil confundir uma alergia alimentar com uma reação muito mais comum conhecida como intolerância alimentar. Apesar de incomoda, a intolerância alimentar é uma condição menos grave que não envolve o sistema imunológico; geralmente manifestada por sintomas digestivos, como diarreia e vômitos.

SINAIS E SINTOMAS

Sintomas de alergia alimentar geralmente se desenvolvem dentro de alguns minutos a duas horas após a ingestão do alimento agressor.

Os sinais e sintomasde alergia alimentar mais comuns incluem:

ALERGIA ALIMENTAR INDUZIDA PELO EXERCÍCIO

Algumas pessoas têm uma reação alérgica a um alimento desencadeada pelo exercício, podendo inclusive levar à anafilaxia.

DIAGNÓSTICO

Não há nenhum teste padrão para confirmar ou descartar uma alergia alimentar. O especialista deve considerar cada detalhe da história clínica antes de fazer um diagnóstico.

Dentre os exames complementares disponíveis, pode-se lançar mão do teste cutâneo de leitura imediata (Pricktest) e a IgE sérica específica para o alimento suspeito. Também podem ser úteis a dieta de eliminação do alimento suspeito e a prova de provocação oral (na qual o alimento suspeito é oferecido ao paciente).

TRATAMENTO PARA ALERGIA ALIMENTAR

O tratamento sintomático é feito através da administração de anti-histamínicos orais e/ou corticoesteroides orais. Nos casos de anafilaxia, está indicada a pronta administração de adrenalina intramuscular. Todo caso de anafilaxia deve ser investigado por um profissional especializado em Alergia para esclarecimento do caso, assim como orientações posteriores, como portar um dispositivo de adrenalina auto-injetável.